segunda-feira, 20 de agosto de 2012

Delegado interdita realização de baile funk na quadra onde lutador de MMA foi morto na baixada

Segundo titular da 56ª DP, baile foi feito em uma quadra de samba, sem autorização
Lutador Henrique Negão foi morto a tiros quando tentava separar uma briga na saída de um baile funk 
O delegado Delmir da Silva Gouveia, titular da Delegacia de Comendador Soares (56ª DP), informou nesta segunda-feira (20) que interrompeu, temporariamente e parcialmente, a realização de festas na quadra da escola de samba Leão de Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense, onde o lutador de MMA Henrique Negão, de 27 anos, foi morto a tiros na saída de um baile funk que era realizado no local no último domingo (19).

De acordo com o delegado, a interdição não se reflete à quadra e sim à realização de festas noturnas, sem autorização, no local.

— Não estou interditando a quadra, mas a realização de festas noturnas. Fizemos uma visita e não havia nenhum documento que permitisse a festa. Sem o documento, eu não sei quem eram os responsáveis, não sei quem eram os seguranças.
Gouveia informou ainda que aguarda as imagens feitas por câmeras de segurança do local para análise. Até as 16h40 desta segunda-feira, o delegado disse que já tinha ouvido duas testemunhas e que pretendia pegar outros depoimentos ao longo do dia.
Segundo testemunhas, Negão foi baleado quando tentava separar uma briga do lado de fora do baile. O corpo do lutador foi encontrado na rua Mário José Fraga, no bairro Santa Eugênia, sendo enterrado por volta das 13h desta segunda-feira no cemitério de Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense.
Negão treinava com as equipes JT Caverna e Team Nogueira, de Rodrigo Minotauro.
Em nota, a equipe Team Nogueira lamentou a morte de Negão e disse que “o meio esportivo brasileiro perdeu uma de suas grandes promessas”.
Ele competia na categoria dos meio-médios (até 77,1 kg) e já lutou em eventos como Jungle Fight, MMA Contra a Dengue e Top Fight Brasil.

Nenhum comentário :

Postar um comentário